Ortodontia Odontológicos

ORTODONTIA

Corrige o posicionamento dos dentes restabelecendo a correta articulação entre as arcadas dentais por meio de aparelhos corretivos fixos ou móveis.

Para quem suspeita da necessidade de aparelho dentário, certamente vai consultar um ortodontista com frequência. A ortodontia é a especialidade que trata dos problemas relacionados à posição da arcada dentária.Se você percebeu seus dentes tortos, desalinhados ou nascendo por cima de outro, talvez seja hora de consultar um profissional da área. A gravidade de cada caso é que vai determinar qual o procedimento ortodôntico mais adequado, mas geralmente, o uso de aparelhos dentários é o mais indicado, que podem ser móveis ou fixos.

Quem usa aparelho ortodôntico sabe que ele acaba se tornando um acessório de beleza, como os óculos, por exemplo. Por isso, de acordo com a vaidade de cada pessoa, a cor e modelo escolhidos fazem toda diferença. Os aparelhos podem ser prateados, coloridos, transparentes ou até mesmo invisíveis. Existem inúmeros tipos para cada tipo de má oclusão, mas podemos genericamente dividir em aparelhos fixos e móveis que podem ter efeitos nos dentes (ortodônticos) e na estrutura óssea que sustenta os dentes (ortopédicos).

Esse é o tipo mais comum. Possui bandas, fios e/ou braquetes. Os dentes são puxados, movendo-se gradualmente em direção à posição correta. Por não permitir a remoção, não dependemos muito da colaboração ou utilização por parte do paciente para obter resultados efetivos. Com esse aparelho conseguimos movimentos precisos dos dentes, porém exige um cuidado maior na sua higienização. Além disso,os aparelhos fixos atuais estão muito mais anatômicos e confortáveis para a boca.

Possui a mesma função que o aparelho de metal: corrigir dentes tortos e desalinhados. Porém, esse modelo é feito de materiais transparentes, mantendo assim uma melhor estética quando comparado ao metálico. Os braquetes são feitos, em geral, de policarbonato, porcelana ou safira. Além de super discreto, eles não desgastam e proporcionam mais segurança e beleza ao sorriso do paciente. A procura por esse tipo aumenta constantemente. É uma excelente opção para quem quer e precisa corrigir a má formação sem deixar de lado a estética e a aparência.

Para casos mais simples, de curta duração, o aparelho lingual costuma ser o mais indicado. Ele também é considerado um aparelho da ortodontia invisível, já que os braquetes são colados na parte interna dos dentes, ficando em contato com a língua, ou seja, os dentes escondem o uso do acessório. Sua funcionalidade é a mesma de um aparelho fixo. Além do ganho estético, o modelo é indicado para praticantes de esportes de maior contato, já que uma pancada na região da boca pode provocar traumas ocasionados entre o impacto e o aparelho e, com isso, cortar a boca.

Muito eficaz para crianças com ou sem dentição definitiva. Em geral, até uns 12 anos de idade é aconselhável esse tipo de aparelho. Explicando de uma forma bem simples, o aparelho móvel tem a função de manter os dentes na posição certa, por isso, ele é indicado após a retirada do aparelho fixo para conter o desalinhamento dos dentes. Mesmo que seja móvel, seu uso deve ser constante. Deixar de usá-lo regularmente pode prejudicar todo o resultado do tratamento. Fique esperto!

O Aparelho Transparente é um recurso de tratamento ortodôntico, indicado para as pessoas que não querem ou não podem ter aparelhos colados aos dentes. São plaquinhas transparentes e removíveis 100% estéticas, iguais a da figura abaixo, confeccionadas para alinhar os dentes. Essas plaquinhas recebem o nome de “alinhadores” ou Aligners e são desenvolvidas utilizando-se uma moderna tecnologia de computação tridimensional.

Os alinhadores devem ser utilizados constantemente, devendo ser removidos somente para: comer, beber líquidos que comprometam as placas e ao fazer a higiene bucal.

A cada nova visita ao Ortodontista o tratamento é verificado, e se tudo estiver correndo bem, um novo par de alinhadores é dado ao paciente.

O tempo de tratamento depende muito do tipo de problema ortodôntico, mas como apenas pequenos problemas podem ser tratados com o Invisalign, o tempo de tratamento também é

proporcionalmente menor.

Após a finalização do tratamento ortodôntico, há uma fase de contenção realizada com aparelhos removíveis, pois, os dentes mantêm uma tendência a recidiva.

Essa recidiva pode ser evitada se os pacientes seguirem as recomendações do ortodontista durante o período de contenção, até chegar a estabilidade.

Muita gente nem conhece, mas o expansor palatino é também um tipo de aparelho.Esse modelo promove um ganho transversal na largura do palato (céu da boca) sendo indicado em jovens para corrigir mordidas cruzadas, ou seja, quando a região posterior do arco superior estão estreitos em relação ao inferior, além de ganho de espaço para dentes anteriores apinhados.

Para obter o mesmo resultado em adultos, muitas vezes é necessária uma intervenção cirúrgica. Por isso, insistimos na velha máxima de que quanto mais cedo for tratado, melhor.

São os bráquetes mais modernos e com maior tecnologia atualmente. Este sistema dispensa o uso de borrachinhas ou amarrilhos para prender o arco (fio) no bráquete, proporcionando uma maior força para mover o dente, pois, o sistema tem apenas uma “portinha” que escorrega e prende o fio na peça, mantendo o fio ativado durante mais tempo, podendo proporcionar menos visitas ao consultório. Sendo que as consultas (manutenções) podem acorrer a cada dois meses aproximadamente, sendo ideal para pacientes que não disponha de tempo ou que reside em outra cidade.

Os mini implantes de titânio é a nova tendência nos tratamentos ortodônticos, é uma alternativa a técnicas convencionais para conseguir uma ancoragem absoluta (evitando efeitos colaterais) no tratamento ortodôntico.

Podem ser usados na extrusão e intrusão dos molares, fechamentos de espaços, mesializações e distalizações dentárias, correções da mordida aberta e mordida profunda, assegurando ao profissional maior controle dos movimentos desejados e proporcionando conforto ao paciente, diminuindo os efeitos colaterais e dependendo da indicação substituir aparelhos extra-orais e uso contínuos de elásticos intra-orais.

Seu uso depende de um procedimento cirúrgico pouco invasivo, não causa qualquer dor ou inconveniente ao paciente.

Terminada a necessidade do uso do mini-implante, este é removido, muitas vezes somente com anestesia tópica (pomada).

TRATAMENTO E CUIDADOS

Agora que você já conhece melhor sobre cada tipo de aparelho, é hora de conversar com seu dentista para entender qual se encaixa melhor no seu tratamento e, claro, na sua arcada dentária. Afinal, independente do tipo escolhido, o importante é realizar o tratamento de forma adequada, com consultas periódicas ao dentista e uma completa higienização, incluindo sempre o aparelho nessa limpeza. As escovas interdentais são ótimas opções para quem usa aparelho, consulte seu dentista para mais informações.

Formas de pagamento

Para sua comodidade disponibilizamos diferentes formas de pagamento. Opções de parcelamento para tratamentos Odontológico.

Atendimento Particular
part-visa
part-master
part-amex
part-dinners
part-boleto
part-elo
Planos Odontológicos
seg-sulamerica
seg_porto
seg-mapfre
seg-inter
seg_dental
seg-amil

Você gostaria que nossa equipe ligue para você?

COMUNICADO PARA OS CLIENTES

ALTERAÇÕES DE ATENDIMENTO PARA O COVID-19.
Estamos atendendo Urgência e Emergência.
Adotamos novos protocolos para Higienização das Clinicas.

Escolha a melhor Forma de Atendimento

Ou se preferir entrar em contato por telefone: (11) 3258-9004